Terramax tijolos ecológicos na Casa Cor MG 2013

Os tijolos ecológicos TERRAMAX foram usados na montagem de dois ambientes que prometem ser dos mais concorridos na edição 2013 da Casa Cor Minas Gerais; o “Eco Jardim” da paisagista Nãna Guimarães e o “Deck Bar” da dupla Cristina Morethson e Ângelo Coelho, especializados em design de interiores.

Casa Cor MG 2013
Casa Cor MG 2013

Em seu projeto para o “Eco Jardim” a paisagista optou por privilegiar o bem estar e a simplicidade com um jardim tropical onde palmeiras e bromélias se unem a móveis em madeira de demolição, além de um fogo de chão para promover uma mistura leve, com movimento, luz e cor.

Paisagista Nãna Guimarães marca presença na Casa Cor 2013 com “Eco Jardim” que inclui construção com tijolos ecológicos.
Paisagista Nãna Guimarães marca presença na Casa Cor 2013 com “Eco Jardim” que inclui construção com tijolos ecológicos.

“A ideia é que os visitantes realmente aproveitem esse jardim que os aguarda para momentos de relaxamento. Tem até um banco estrategicamente posicionado sob a sombra de uma antiga jabuticabeira, especialmente projetado e construído pela TERRAMAX Tijolos ecológicos”- conta Nãna Guimarães.

Sob o olhar da paisagista, o “Eco jardim” chama a atenção para o que hoje pode ser considerado um verdadeiro luxo: encontrarmos tempo e lugar para simplesmente pararmos, respirarmos, contemplarmos a beleza de tudo. A ideia é enaltecer e respeitar e a natureza através de um projeto que visa proporcionar lazer, convívio social, cultura, contemplação e educação ambiental.

O ambiente de Cristina Morethson, designer de interiores, e Angelo Coelho, engenheiro e designer, é o Deck/Bar, onde três ambientes integrados (entrada, deck e bar) compõem um espaço de convivência, lazer e contemplação, já que também funciona como um mirante.

Cristina Morethson e Angelo Coelho mostram na Casa Cor 2013 que bom gosto, estilo e criatividade podem andar lado a lado com o respeito à sustentabilidade.
Cristina Morethson e Angelo Coelho mostram na Casa Cor 2013 que bom gosto, estilo e criatividade podem andar lado a lado com o respeito à sustentabilidade.

Despojado, o local contrapõe-se com a sinuosidade da residência, por seu formato inspirado em uma reta. Construído em cima do container que abriga a Pocket House, ele também desenvolve uma relação sustentável com a mostra no uso dos tijolos ecológicos TERRAMAX, na madeira certificada e na iluminação das mesas. Essa iluminação, feita com fitas luminescentes, que dispensam o uso de energia elétrica, também foi usada no ambiente de Carla Braga, e é uma novidade no setor de decoração.

Há guarda-corpo de vidro temperado e aço inox, além de sofás, mesas e cadeiras distribuídos de forma harmônica. A escultura de Ricardo Carvão arremata o ambiente, com suas formas simples e geométricas no metal.

Deixe seu comentário